Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Serendipidade

(inglês serendipity) substantivo feminino 1. A faculdade ou o acto de descobrir coisas agradáveis por acaso. 2. Coisa descoberta por acaso.

Serendipidade

(inglês serendipity) substantivo feminino 1. A faculdade ou o acto de descobrir coisas agradáveis por acaso. 2. Coisa descoberta por acaso.

Koninginnedag ou o Dia da Unidade (2009)


Faz hoje dois anos que estava em Amsterdão para esta festa onde os edíficios e pessoas se vestem a rigor nas cores do país, especialmente no laranja da casa real. Já tinha ouvido falar várias vezes desta festa através  de colegas, mas não sendo muito dada a festas e confusão, nunca me chamou muito à atenção.  Quando no ano anterior o L. a viver em Amstersão descreveu ao  J. (ele sim sempre pronto para a festa) , soube de imediato que esse seria um dos nossos próximos destinos.



 



O dia da Rainha é um feriado onde se comemora o nascimento da Rainha e teve o seu íncio com a Rainha Wilhemina que nasceu a 31 de Agosto de 1885, mas viu a sua data alterada pela rainha Juliana para 30 de Abril à cerca de 50 anos.



 




 


 



Saímos a meio da manhã, devidamente equipados de laranja, com óculos e chapéus ridiculos e que faziam parte da festa. Quem nos visse quase que nos confundia com os locais. Começamos por passear pelas ruas mais perto de casa do L., onde começámos por ver as vendas de brinquedos, livros, roupas entre tantas outras coisas paras as quais as pessoas já encontram utilidade. Segundo o banco ING, estima-se que sejam cormecializados neste dias cerca de 200 milhoes euros, distrinuidos por 1.8 milhoes de vendedores em todo o País.



 


 



 


 



Para além das vendas, encontrámos em quase todas as ruas animação, fosse na forma de concertos, dança ou jogos para crianças onde os adultos participavam de boa vontade.



 


 



 


 


 


 


Por volta da hora de almoço, e porque de manhã, a maioria das pessoas estaria certamente a recuperar da noite da rainha, comemorada na véspera com concertos e muita  cerveja nas principais praças da cidade, as ruas e os canais começaram a encher, tornando-se mesmo dífícil circular no meio da multidão.


 


 



 


 


 


 Os canais normalmente calmos e discretos, pareciam um estrada principal em hora de ponta cheia de cor e alegria e música.


 


 



 


 



Se me perguntassem antes, nunca classificaria esta como o meu tipo de festa, visto que não sou amiga de confusões, multidões e até mesmo álcool, que é através da cerveja um interveniente constante ao longo deste dia. 



 



No entanto, eu que normalmente sou discreta, saí à rua com um chapéu de peluche em forma de coroa (bastante feio e rídiculo), t-shirt laranja e andei metade do tempo com uns óculos também laranjas. Não me importei por um minuto, e hoje se me perguntarem voltarei à primeira oportunidade. Percebi porque lhe chamam "saamhorigheid" (dia nacional da unidade), pois todos saem à rua com a única intenção de se diveritirem e conviverem com o resto das pessoas que os rodeia, sem conflitos e perconceitos.



 


Recomendo que se um dia puderem participem nesta festa, porque vale mesmo muito a pena.


 


 


Publicado no Olhar à minha Volta a 30.04.2011